Meus papagaios...

sexta-feira, 22 de março de 2019

Projeto Caju na Rua



 O Projeto Caju na Rua foi uma iniciativa do artista plástico Fabio Sampaio lançado em fevereiro de 2010, projeto este que consistiu em uma série de intervenções artísticas em espaços públicos, com a exposição de grandes esculturas do fruto símbolo da capital sergipana: o CAJU. 

 As 11 esculturas feitas de fibra de vidro, com cerca 1,80/2,00 metros de altura, foram instaladas em diversos pontos da capital priorizando aqueles que têm importância histórica e lugares de grande circulação de pessoas. 

 “Nosso objetivo é divulgar ao máximo o projeto, mostrando aos cidadãos o potencial dos artistas da capital e do interior do estado”, enfatiza Lucimara Passos.


Os locais contemplados: Colina Santo Antônio, Mercado Central, Mirante da 13 de Julho, Parque da Sementeira, Farolândia, Centro Cultural da Orla, Passarela do Canraguejo, Aeroporto, Orlinha do Bairro Industrial e Praça Tenente Rodrigues Fontes (antigo farol).

José Fernandes
Madureira
  Os 10 primeiros artistas sergipanos chamados para o projeto foram: Alan Adi, Ana Denise, Cruz, Edidelson, Elias Santos, Fabião, Hortência Barreto, João Valdênio José Fernandes e Madureira.

“Essa é uma iniciativa de apoio à cultura sergipana, que visa aproximar os cidadãos do trabalho de artistas sergipanos. As obras serão dispostas em diversos pontos de Aracaju, transformando as vias públicas em verdadeiras galerias de arte. É um projeto inovador e conceitual que fortalece mais ainda a cultura sergipana”, destaca Lucimara Passos, presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb).

Em novembro de 2012 em sua segunda etapa o Projeto Caju na Rua anuncia a renovação como reforço de mais dez obras feitas por artistas plásticos de Sergipe. As 11 peças produzidas na primeira etapa do projeto continuaram expostas.

As novas peças confeccionadas em fibra de vidro e pintadas com tinta acrílica estão no Teatro Tobias Barreto, nos quiosques da Praia de Aruana, na Orla Pôr-do Sol, na rótula do Mosqueiro e nas praças dos bairros Augusto Franco, Bairro América, Bugio e Santos Dumont.

Numa terceira edição em 2013 algumas esculturas são substituídas, algumas delas sofreram com a ação de vândalos. Mas até hoje essas esculturas seguem resistindo a ação do tempo e dos vândalos pela cidade.

Sobre o artista mentor intelectual do projeto Fabio Sampaio, de acordo com a curadora Lilian França da Sociedade Semear em ocasião do projeto:
Fábio Sampaio, nascido em1971, Santos-SP, vive e trabalha em Aracaju desde 1991. O artista teve as seguintes premiações: 2º lugar Festival de Murais, 1990 (Santos-SP); 1º lugar Salão dos Novos, 1993 (Aracaju-SE); 1º lugar XII Salão Nacional de Arte Contemporânea da Universidade Federal de Sergipe,1998. Entre as exposições individuais se destacam: 1998, Brasil@net, SESC (Aracaju-SE); 1999, As Quatro Estações, Espaço Cultural Yazigi (Aracaju-SE); 2000, Previsões Para uma Nova Estação, SESC (Aracaju-SE); 2008, Transaparências, Galeria Jenner Augusto (Aracaju-SE). Entre as coletivas chamam a atenção: Palacete Gentil Braga – UFMA (São Luís–MA); Sociedade SEMEAR (Aracaju-SE); Espaço Cultural do STJ (Brasília-DF); Espaço Cultural Parangolé (Brasília-DF); I Salão Cataguazes, MG;; VIII Bienal Nacional do Recôncavo Baiano; Centro Cultural Dannemann (São Félix-BA); Galeria da Petrobras ( Rio de Janeiro-RJ). Fábio Sampaio realizou ainda diversas intervenções urbanas e participou da Segunda Bienal de Arte Contemporânea (Florença- Itália).

 Olá...gostou da postagem? Meu nome é Andreia Rodrigues de Oliveira e sou graduanda do curso de Artes Visuais da Universidade Federal de Sergipe. Essa postagem faz parte do processo de avaliação de um trabalho acadêmico produzido para matéria Artes Visuais e Novas Tecnologias, período 2018.2, ministrada pela professora mestra Danielle Virginie S. G. Marinho.

Vamos fazer um acordo?
Você que acabou de ler esse texto, sendo morador, turista visitando a cidade... por onde passear na linda Aracaju procure saber, pergunte onde tem um caju e tire uma foto. Mande pra mim, vou deixar meus contatos no final dessa postagem, ou poste na suas redes sociais usando algumas dessas [ #hashtags ] #cajunarua #projetocajunarua #fabiosampaiooficial #aracajuprojetocajunarua #cajunaruaracaju #cajunaruasergipe #cajunaruaracajusergipe #artenarua #aracajuada #blogaracajuada

Meus contatos:
Email: adrea.email@gmail.com
Instagram: @adrea451f ou @adrea_rodrigues
Facebook: @adrearodrigues

Fontes pesquisadas:
Site da Infonet: https://infonet.com.br/noticias/cultura/projeto-caju-na-rua-sera-lancado-nesta-sexta-feira/
Site da Prefeitura: https://www.aracaju.se.gov.br/index.php?act=leitura&codigo=44763
https://www.aracaju.se.gov.br/index.php?act=leitura&codigo=49258
Blog Spleen e Charutos: https://spleencharutos.wordpress.com/2010/03/21/fabio-sampaio-coloca-caju-na-rua/
Perfil do artista no Instagram: @fabiosampaiooficial - https://www.instagram.com/fabiosampaiooficial/
Perfil do artista no Facebook: @fabiosampaio1 - https://www.facebook.com/fabio.sampaio1
Página no Facebook - Caju na Rua Projeto: https://www.facebook.com/Caju-Na-Rua-Projeto-257669981419869/
Perfil do projeto no  Instagram: @cajunarua – https://www.instagram.com/cajunarua/
Programa TVBRASIL - Youtube - https://youtu.be/zmA7trKl-H4

Site da Sociedade Semear:  http://www.sociedadesemear.org.br/?pg=artigos_leitura&setor=cultura&cd_Artigo=130
 


sexta-feira, 7 de março de 2014

Coxinharia ou um poema de Fernando Pessoa?!

‘Não sou nada. Nunca serei nada... ’  Acabo de ouvir essa frase de Sergio Groinsman e Antônio Abujamra e assim começo essa postagem... Que bom que agora consigo ver o programa Provocações, TV Brasil.
Mas não foi para falar do poema de Fernando Pessoa , Tabacaria, que fiz essa postagem.
Acabei de chegar da Coxinharia... É isso aí, vamos conversar sobre coxinhas... Mas não será sobre qualquer coxinha, recheada de frango e às vezes pateticamente acrescida de ‘catupiry’ blá blá blá...
Vou te falar das coxinhas da Coxinharia... É!! Coxinharia... Tem gente que ainda estranha quando falo isso.. Se tem pastelaria por que não coxinharia?! Ah tá... Abstraia... Vamos as coxinhas...
Gosto da massa das coxinhas de lá... é crocante por fora e cremosa por dentro... não vou ser hipócrita e dizer que não sinto saudades da coxinhas que serviam no inicio logo quanto abriram... Também não vou dizer que sempre estiveram 100%... altos e baixos acontecem em qualquer serviço... o bom é que a ‘CONSTÂNCIA’ [né Kjota?! - abstraiam a piada interna] na qualidade perdura...
 Hoje comi uma com recheio de carne de sol com queijo coalho e outra de morango com leite condensado... e já vou expor uma reclamação recorrente... GOSTARIA MUUUITO chegar na  Coxinharia e me deparar com a opção no cardápio de coxinha com recheio de banana com açúcar e canela e queijo... [até o fim desta postagem vou repetir isso... vai que...]
Sim, agora vem você mero mortal comedor de coxinha da versão ultrasuperpowermegapuxapuxa normal do recheio de frango com variação no máximo com catupiry e me olha com os pequenos olhinhos estufados prestes a saírem da orbita malproduzida da sua caixa cefálica  e queixo levemente apoiado no teclado do PC e diz:
- COXINHA DE MORANGO COM LEITE CONDENSADO?!
Afffe...
Sim... Dos recheios doces  também tem: chocolate... serenata do amor... nutela [dizem que é muito boa, não posso recomendar...ODEIO NUTELA!!]
E volto a dizer... deveria ter recheio de  banana com açúcar e canela e queijo [mas não tem!!] posso ter esquecido algum recheio... esses são os que lembro assim de cara...
Ahhh tem as CRÁSSICAS que Kjota tanto gosta... a de coco com leite condensado que eu também gosto muito... mas prefiro a de morango e se tivesse, a com recheio de banana com açúcar e canela e queijo MIM IRIA GOSTAR MUUUUUITO MAIS rs e a de queijo que pra mim soa como um bolinhozão de queijo frito rs o que chega a ser a melhor parte da história  hehehe
Das salgadas que já provei e aprovo tem: calabresa com cheddar, carne do sol ou charque com queijo coalho, camarão, salmão com cream cheese, bacon...
Das que não provei AINDA tem: cordeiro, carangueijo, palmito, portuguesa, pizza, bolonhesa...
Ahh também tem as feijão com arroz: frango, frango com catupiry e frango com cheddar...
Tem também um bolo de chocolate beeem molhadinho numa calda de chocolate que atende ou é servido [como queira] pelo nome de negamaluca hmmmm que nem preciso dizer que recomendo né?
Enfim, refrigerante, suco só de lata e cerveja sempre geladíssima e se tivesse coxinha com recheio de  banana com açúcar e canela e queijo tudo seria mais que perfeito... ainda não é!!
Como ainda não é perfeito... soube que lá agora estão recebendo cartão de credito...
Valores?! A mais barata é de 3 méreis e a mais cara de 6 méreis... E não me importaria de pagar por uma coxinha com recheio de banana com açúcar e canela e queijo menos que 3 méreis kkkkkkk brincadeira... Mas, pagar mais de 6 méreis por uma coxinha com recheio de banana com açúcar e canela e queijo também não né?!
O lugar é legal para ir não só comer as coxinhas, mas para bater aquele papo cumzamigos, miguxos.. afetos, paqueras e até inimigos...falar da vida alheia é sempre muito divertido [coisa que não faço... em qualquer lugar... hehehe]  e no dia que tiver coxinha com recheio de banana com açúcar e canela e queijo EU IREI SÓ POR ELAS!! Enquanto isso, vou só pelas de morango, das de coco... e pelas de charque com queijo... e pela negamaluca... e a de serenata talvez pela de bacon... Sou sincera e realista.
Onde fica esse paraíso quase perfeito das coxinhas #SQN - pelo simples fato de não ter coxinha com recheio de banana com açúcar e canela e queijo ?!
Fica na rua Pedro Paes Azevedo, funciona das 18h as 23h de terça a domingo.
Qualquer dúvida é só ligar... 9844-0039
Ou catar a página no focebook...
E se gosta de poema, além das coxinhas eu recomendo a TABACARIA de Alvaro de Campos... Clique AQUI
Xerus

Ps.: quando comecei a digitar essa postagem eram mais ou menos 23h... a TV tava ligada.

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Aracajuada?!

Olá, meu nome é Andreia Rodrigues de Oliveira...
Parei de envelhecer quando fiz 30 anos...
Comecei a engordar depois que fiz 30 anos...
Voltei a estudar antes de fazer 30 anos...
Ahhh não lembro como foi a tal crise dos 30... Devo ainda estar nela...
Publicitária não praticante...
Verborrágica de nascença...
Mal humorada cansada de guerra...
Insone...
Adoro cinema, musica, livros, tecnologia, falo sozinha, tenho memória de borboleta e se você quer saber como esse blog nasceu...
Hmmm...
Se me lembro muito mal...
Tudo começou com o bate-papo muntcho loco... Que rendeu uma comunidade no meu perfil do +google...
Que não foi pra frente... Tentei...
Mas o contexto da comuna é mais ou menos assim... eu fiz o basicão: CRTL+C/ CRTL+V...
"Uma comunidade para quem mora ou não em Aracaju, nativos ou não como eu 'uma aracajuada' [uma não-nativa praticante, ou seja, uma criada em Aracaju] que quer mostrar, trocar dicas, elogiar, denunciar... Enfim... Compartilhar o que tem bom, ruim... ou acontece na Aracaju que vivemos!! Só um aviso: postagens fora do tema ou irrelevantes (inclusive posts que têm apenas fotos sem suas devidas referências no caso) serão apagados, e qualquer membro que abusar desta comunidade poderá ser expulso -- vamos manter uma comunidade de qualidade, ok gente?!"
Então... assim começa minha primeira postagem aqui...
Ahhh sou adepta do uso da palavra 'xêrus' para me despedir ao invés do clássico beijo ou beijos... prefiro xêrus.
 Xêrus.